Notícias
Notícias
29/04/2022
Governo federal amplia redução no IPI para 35%
O governo federal ampliou para 35% a redução no Imposto de Produtos Industrializados (IPI) para uma lista de artigos. O corte anterior era de 25%. O decreto com a medida foi publicado no "Diário Oficial da União" desta sexta-feira (29). O ministro da Economia, Paulo Guedes, já havia anunciado que o governo tomaria a decisão. O novo corte beneficia um série de produtos industrializados, entre eles: • Calçados • Tecidos • Artigos de metalurgia • Aparelhos de TV e de som • Carros • Armas • Móveis • Brinquedos • Máquinas Segundo o governo, a medida visa ajudar na recuperação econômica do país. De acordo com as contas da equipe econômica, o corte representa uma diminuição da receita do gover...

Com alta nos preços de produtos básicos, BC vê superávit comercial recorde de US$ 83 bi em 2022
Por Alexandro Martello, g1 - 24/03/2022

Com guerra na Ucrânia, instituição vê aumento significativo na projeção para as exportações. Banco Central também previu nova desaceleração no crédito bancário neste ano.

O Banco Central informou nesta quinta-feira (24), por meio do relatório de inflação do primeiro trimestre, que foi elevada de US$ 52 bilhões para US$ 83 bilhões sua previsão para o superávit da balança comercial neste ano.
Se confirmado, será novo recorde histórico para o saldo da balança comercial. O crescimento decorre da alta nos preços dos produtos básicos, como alimentos e petróleo, devido guerra na Ucrânia (veja mais abaixo).
O Brasil é grande produtor e exportador desses produtos, por isso se beneficia com a alta de preços.

Trigo, soja, milho: commodities disparam com escalada da guerra no Leste Europeu.
Com isso, a instituição espera que as exportações, estimadas em US$ 328 bilhões neste ano, superem as compras do exterior - projetadas em US$ 245 bilhões pelo BC em 2022.

O recorde atual para a balança comercial, na série histórica do BC, que começa em 1995, foi registrado em 2017 (+US$ 57,3 bilhões), enquanto que o maior valor já registrado pelo Ministério da Economia foi no ano passado. A série histórica do governo tem início em 1989.

Em 2021, de acordo com cálculos do BC, a balança comercial registrou um superávit de US$ 36,36 bilhões. Já o Ministério da Economia informou que a o saldo positivo somou US$ 61,4 bilhões.

Alta dos preços com a guerra-
De acordo com o BC, a melhora projetada no saldo comercial decorre da alta nos preços dos produtos básicos exportados pelo Brasil, como petróleo e alimentos, decorrente do conflito na Ucrânia.
"O aumento significativo na projeção para as exportações reflete a expectativa de preços internacionais mais altos, com destaque para os preços do petróleo e de derivados, mais diretamente afetados pelas sanções impostas à Rússia em resposta à guerra na Ucrânia", informou.
Acrescentou que os preços de grãos também se elevaram "diante das incertezas quanto ao impacto do conflito nas exportações dos países envolvidos, bem como nos preços internacionais de fertilizantes".

"O quantum importado, no entanto, deve apresentar retração, mais em linha com a desaceleração da atividade doméstica – em particular, da indústria de transformação", concluiu.
Diferenças metodológicas
O BC lembra que as estatísticas de comércio exterior, divulgadas pelo Ministério da Economia, seguem a metodologia da Organização das Nações Unidas (ONU), enquanto a sua sistemática observa os conceitos do Manual de Balanço de Pagamentos e Posição Internacional de Investimento, do Fundo Monetário Internacional (FMI).
"A principal diferença entre as duas metodologias é que a estatística de comércio exterior de mercadorias considera os bens que aumentam ou reduzem o estoque de recursos materiais de um país ao entrar (importar) ou sair (exportar) de seu território econômico, enquanto a estatística de balanço de pagamentos registra transações de bens cuja propriedade econômica é transferida entre residente e não residente, independente de sua movimentação física", explicou.
Contas externas
De acordo com o BC, o atual cenário, é favorável para as contas externas, que considera, além da balança comercial, os serviços e as rendas - a chamada conta de transações correntes.
Para este ano, a projeção é de que essa conta tenha um superávit de US$ 5 bilhões, o primeiro saldo positivo desde 2007, contra a estimativa anterior, divulgada em dezembro do ano passado, de um déficit de US$ 21 bilhões em 2022.
"Projeta-se o primeiro superávit da conta corrente desde 2007, resultado do saldo comercial significativamente positivo – o maior valor em dólares da série histórica – e do patamar contido dos déficits em serviços e rendas", informou o BC.
Segundo a instituição, os investimentos diretos no país, por sua vez, devem somar US$ 66 bilhões neste ano, o mesmo valor projetado em dezembro do ano passado.
Crédito bancário
Já a estimativa do Banco Central para o crédito bancário é de desaceleração. Em dezembro do ano passado, a instituição estimava um crescimento de 9,4%. No documento divulgado nesta quinta-feira, recuou para uma alta de 8,9% em 2022.
De acordo com a instituição, essa desaceleração está "em linha com a esperada desaceleração da atividade econômica e o ciclo de aperto monetário [alta nos juros para conter a inflação]".
"No crédito às famílias, a projeção de crescimento do saldo com recursos livres foi mantida em 13%, enquanto no segmento direcionado houve redução, de 10% para 9%, resultado de expectativas menores para as modalidades imobiliária e rural", informou.
Nos financiamentos às empresas, a projeção para o aumento do saldo foi elevada de 12% para 13% no segmento livre (sem contar rural, habitação e BNDES), "incorporando cenário menos benéfico de captações no mercado de capitais e externo, em contexto de elevada incerteza doméstica e internacional".









Outras Notícias

13/05/2022 - A pandemia, a guerra na Ucrânia e a inflação pelo...
29/04/2022 - Governo federal amplia redução no IPI para 35%
29/04/2022 - Conheça os números do Mercado de Combustíveis no Brasil
25/04/2022 - Ministério da Economia anuncia medidas para facilitar...
12/04/2022 - Câmara aprova prorrogação do Pronampe
08/04/2022 - O PIB na Economia Mundial em 2020 - 2021
05/04/2022 - Condic aprova R$ 163 milhões em investimentos para...
02/04/2022 - A Inflação na Economia Mundial em 2020 - 2021
01/04/2022 - Indústrias instaladas em Pernambuco podem receber...
28/03/2022 - Presidente do Banco Central reitera fim do ciclo com...
25/03/2022 - Breve Análise da Economia Brasileira de 2020/21 e...
24/03/2022 - Guedes: Brasil está no início de um longo ciclo de...
23/03/2022 - Empresas de pequeno porte podem financiar até R$ 500...
19/03/2022 - A Força do Banco do Nordeste em Pernambuco
16/03/2022 - Presidente assina MPs sobre garantias rurais e nova...
15/03/2022 - Com Ebtida de mais de R$ 1 bilhão, Taurus se torna a...
11/03/2022 - A Força do Banco Nordeste
24/11/2021 - Prodepe: Atendendo pleito do Ciepe, Governo de PE...
30/09/2021 - Banco Mundial reconhece Brasil como 7º líder em...
25/08/2021 - Atividade do comércio registra alta de 1,2% em julho,...
 
 
Avenida Conselheiro Aguiar 2205 - sala 102 - Boa Viagem - CEP 51.111-011 - Recife/PE
e-mail: secretaria@borbaconsultoria.com.br

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player